Crônicas

21 nov 2014

O delicioso e calórico mês das festas já começou!

Post por VeronicaCobas às 07:21 em Crônicas, Verônica Cobas

O sinal de alerta já disparou. Passamos do dia 15 de novembro e nos dirigimos, ensandecida e irresistivelmente, à fronteira perigosa que nos leva ao mergulho calórico e etílico das mil festas e comemorações do final de ano. Nem chegamos em dezembro e o calendário parece preencher-se pela osmose tresloucada que toma conta de todo mundo. Algo assim como se não houvesse mais a oportunidade de festejar que não fosse agora, tudo ao mesmo tempo, reduzindo um mês de 30 dias pra algo tão menor que não nos resta outra possibilidade que não seja não dormir ou, então, só comer e beber…não necessariamente nessa ordem.

Na minha cozinha já vejo os primeiros e perigosos sinais. Carlos retornou de Recife com presentes para o primeiro aniversário dos nossos netos, Francisco e Marcelo, mas carreou junto toda a espécie de brinde nordestino comestível. O bolo de rolo, repleto de goiabada, tem mais de 35 centímetros de comprimento.… Leia Mais...

14 nov 2014

Vaidosos, narcísicos e competitivos…..assim como todos nós!

Post por VeronicaCobas às 06:52 em Crônicas, Verônica Cobas

Vez por outra me percebo voltando ao tema da vaidade. E não querendo ser vaidosa, mas talvez sendo, gosto de pensar e me provocar em uma questão que é presente em mim e que, também por isso, me alimenta e incomoda. Porque somos todos mesmos muito vaidosos. É da nossa natureza humana narcísica e competitiva. Pertence à alma dos que veem o mundo pelos próprios olhos. Até porque é esse o caminho natural e por mais que evoluamos, ampliando nossa visão de mundo, sempre carregamos conosco o instrumento mais fácil, a opção mais rápida que é olhar com nossos próprios olhos e, em assim sendo, interpretar livremente do jeito que a gente quiser, mas sempre tendo como mote aquilo que eu quero ver e que justifique o quê e com qual forma eu quero dizer.

Me incomoda perceber o quanto, eventualmente, me vejo alimentada do sentimento de injustiça e  logo ali na frente percebo que há mais vaidade, há mais o desejo narcísico do reconhecimento do que propriamente uma contradição sobre o que é ou não justo.… Leia Mais...

07 nov 2014

As crianças e o teatro

Post por VeronicaCobas às 06:22 em Crônicas, Verônica Cobas

A genuína reação de crianças quando assistem a um espetáculo teatral sempre me surpreende e encanta. É instintiva, é orgânica, é sempre a melhor resposta que um diretor pode esperar para entender aquilo que vai dar certo ou é melhor repensar na montagem. Tenho estado envolvida com um espetáculo teatral infantil, o “Um Amigo Diferente?”, que é encenado pelo grupo Os Inclusos e os Sisos – Teatro de Mobilização pela Diversidade, braço teatral da ONG Escola de Gente – Comunicação em Inclusão.  Sou diretora  de produção da peça, algo que é completamente novo para mim, mas que envolve muito menos do que se pode imaginar em  relação ao olhar artístico – até porque eu não o teria mesmo – e mais à gestão do grupo de trabalho dentro dos princípios inclusivos que marcam a ONG.

Pois voltando à peça, até agora já fizemos sete apresentações e pelo Teatro Ipanema, onde estamos em cartaz, já passaram mais de 700 pessoas, muitas delas crianças.… Leia Mais...

31 out 2014

Pra incandescer a nossa alma!

Post por VeronicaCobas às 06:37 em Crônicas, Verônica Cobas

Vejo meus netos gêmeos engatinhando tão rápido pela casa, a experimentar o olhar atento – e o desejo incontrolável de tocar – para qualquer mínimo ponto colorido que descobrem pelo caminho. A curiosidade, o prazer tátil, a intensa chama de vida que faz com que tudo possa e deva ser provado literalmente, tudo isso é tão renovador que é difícil, mesmo nas horas insones, não sorrir com a inspiração boa do encantamento.

Muitas coisas me encantam e prová-las, tocá-las, viver a ideia de experimentar sem compromisso, sem prévia interpretação, e desde que não me faça mal, à alma e à saúde, são sempre bem-vindas. Vejo meus netos firmando os pés no chão e brincando com a ideia de virarem bípedes, pertencerem ao mundo dos que conseguem olhar um pouco além do rés do chão, arriscando a soltar a mão do apoio concreto e começar a viver o sonho de se aventurar.… Leia Mais...

24 out 2014

Isso pra mim é viver!

Post por VeronicaCobas às 07:10 em Crônicas, Verônica Cobas

Aos poetas loucos, com suas letras, poemas e canções repletas de metáforas inexplicáveis e incompreensíveis, o meu mais generoso Bom Dia! Porque hoje acordei com o insano desejo de não explicar em teoremas concretos, fundamentados, provados empírica e teoricamente, aquilo que é só emoção, com todos os seus defeitos e inexplicáveis razões. Assim daquele jeito que tantas vezes somos, com sensações e sentimentos, expressos em palavras doces ou duras, mas que só traduzem aquele fio quase imperceptível que separa o raciocínio lógico da explosão tsunâmica, algo assim como a vontade de dizer ou fazer o que é expressão daquilo que sentimos e que tantas vezes douramos no ouro bom das frases politicamente corretas, no azul celeste das personalidades compreensivas e amistosas, no bolo adocicado das relações preservadas pelo cuidado com o que se diz, mesmo quando o que se diz não é exatamente aquilo que se pensa.

Uma ode aos menestréis desapaixonados da pressão dos sentimentos angelicais porque não somos angelicais todo o tempo, nem benzidos pela água poderosa do perdão interminável, muito menos cobertos pela capa harrypotteana que nos faz invisíveis para que não sejamos aquilo que temos vontade de ser, ainda que o que tenhamos vontade de dizer e ser não seja exatamente aquilo que os que nos cercam esperam ou até conhecem, ou até temem ouvir e ver.… Leia Mais...