Crônicas

18 abr 2014

Mais esperança do que fé

Post por VeronicaCobas às 09:12 em Crônicas, Verônica Cobas

Vim de uma família repleta de tradições católicas, mas sem qualquer compromisso com a liturgia da fé. Isso não quer dizer que por lá não havia fé, talvez houvesse mais esperança que fé, o que – de certa forma – acabou por forjar o que nos tornamos: pessoas, mas especialmente mulheres, com uma obstinação pela esperança, pelo novo dia, pela ideia de que não desistir e desejar sempre será o único caminho, pela renovação cotidiana, se não da forma, pelo menos do conteúdo; se não do conteúdo, pelo menos da forma.

Professávamos por lá o costume de não consumir carne vermelha na Semana Santa. Passávamos de Quinta-Feira Santa – nos tempos idos, as quintas também eram santas – ao Domingo de Páscoa comendo peixe e camarão. E a coisa era bem desenhada: na quinta, chuchu com camarão; na sexta, peixe ao molho escabeche; no sábado, arroz de camarão; e no domingo, bacalhau ensopado.… Leia Mais…

11 abr 2014

Eu sinto ciúmes!

Post por VeronicaCobas às 07:55 em Crônicas, Verônica Cobas

Hoje acordei com vontade de falar de ciúme…

Não existe experiência de amor sem algum tipo de ciúme. Porque toda a experiência de amor, em algum momento, vai expressar sentimento de posse. Não necessariamente da posse que impede o livre trânsito e arbítrio do outro, mas do poder sobre aquele ponte que a mágica da atração, da sintonia, da afinidade entre as pessoas fez construir. Se amamos alguém, alguém é objeto do nosso amor. Não há raciocínio, equilíbrio, coerência ou retidão que nos impeça de sentir assim ou de nos fazer compreender, em algum momento, que alguém é apenas objeto e não sujeito do nosso amor. O bom é que – em condições normais de temperatura e sanidade – a intensidade do ciúme vai perdendo o fogo, vai ganhando novos contornos, vai virando até motivo de discussões saudáveis e risos fartos. Não! Não me envergonho de ter ciúme…de marido, de filhos, de amigos, de cargos, de bens da casa, de afinidades, de afetos.… Leia Mais…

04 abr 2014

Falando de festas e de quem faz isso com prazer e talento

Post por VeronicaCobas às 07:21 em Crônicas, Festas, Verônica Cobas

Essa semana recebemos um comentário aqui no blog – de uma pessoa muito querida, aliás – que falava do que ela entendia como um “abandono” do blog. Ficamos trocando whatsapp para entender o que aquele comentário representava, já que continuamos postando minimamente três posts semanais, curtindo a página, pensando e imaginando coisas e temas para trazer para o Criative-se. Concluímos que, por conta de todas as múltiplas, últimas e deliciosas notícias dos tempos recentes, as meninas criativas reduziram os posts que costumam causar grande interesse e prazer:as festas.

De novembro para cá foram muitos bebês e centenas de fraldas. Francisco e Marcelo, meus netos gêmeos, nasceram no final de novembro. Uma semana depois, chegou para brincar conosco o Henrique, filho da Rafa Scham. E, em fevereiro, veio ao mundo o Felipe, filho da Priscila. Faz tempo, as duas e, de certa forma eu mesma – embora não possamos dizer que eu escreva ou mostre habilidades criativas com festas por aqui – estão envolvidas permanentemente com o turbilhão de emoções, e chorinhos.… Leia Mais…

28 mar 2014

A educação de nossas crianças e a ética da diversidade

Post por VeronicaCobas às 07:39 em Crônicas, Verônica Cobas

Sou coordenadora de comunicação de uma ONG que tem como missão a defesa de uma sociedade inclusiva. A  Escola de Gente – Comunicação em Inclusão – trabalha para que as sociedades sejam inclusivas e sustentáveis também para as quase um bilhão de pessoas com deficiência que vivem no mundo, sendo cerca de 80% em regiões de pobreza. Esses dados são da ONU e incluem números ainda mais impactantes: existem 600 milhões de pessoas com deficiência no mundo, mais da metade delas vivendo nas regiões pobres dos países em desenvolvimento, como o Brasil. Trata-se de uma população impedida de participar da vida econômica, social, artística e cultural de suas comunidades. Crianças e jovens com deficiência, principalmente quando vivem na pobreza, enfrentam discriminação em dose dupla e são alvo frequente da violação de direitos humanos.

É principalmente para este público que a Escola de Gente trabalha, defendendo um conjunto de princípios, reflexões e conteúdos alinhados com a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (ONU/2007), de cuja elaboração participou.… Leia Mais…

21 mar 2014

Surpreenda-se todos os dias!

Post por VeronicaCobas às 07:49 em Crônicas, Verônica Cobas

Estou dentro do avião indo para Recife e entram os últimos passageiros. Ao nosso lado, algumas poltronas vazias indicam que é justamente ali que eles vão sentar. São barulhentos, gargalham, comentam bem alto que estão vindo de Miami. Falam que a poltrona que um deles vai sentar tem letra F de fim de férias. Carregam sacolas e mais sacolas das grifes americanas mais compradas por brasileiros. Comentam que a viagem deles será longa, chegando em Recife, indo para João Pessoa e depois para Souza, longe, bem longe da capital paraibana. São seis pessoas de uma mesma família, pai, mãe e quatro filhas. Mas fazem parte de um grande grupo, cujos outros membros estão sentados na parte da frente do avião. O pai se veste em verde, literalmente. Da bermuda, passando pela camisa, chinelo e boné. É quase um personagem de desenho animado. Mas o que tudo isso tem a ver com a crônica de hoje?… Leia Mais…