Reflexões

31 dez 2015

Que venha 2016! {Promessas de ano novo}

Post por Lucia Laureano às 00:11 em Lucia Laureano, Reflexões

2016_ano_novo-4

Dizem por aí que é sempre bom fazer promessas de ano novo. E eu acredito mesmo que não há nada de mal em desejar, almejar, tentar alcançar! Nesta vida, para irmos em frente, é preciso ter metas! Pelo menos comigo é assim! Apesar de acreditar e achar super válido fazer uma listinha para a virada do ano, confesso que faz um tempinho que tenho deixado esta tarefa passar batida.

O ano de 2015 foi intenso, cheio de emoções, acontecimentos não previstos e pedras no caminho. Em 2015 eu amadureci na marra, mas amadureci e foi bom! Me certifiquei que nada pode ser mais importante do que a família e que cuidar dos nossos amores é o que dá sentido ao caminho e onde se encontra a verdadeira felicidade. Foi um ano de muita dureza, mas sem dúvida alguma um ano marcante e necessário para muitas constatações!

Imaginando o que quero de diferente no ano de 2016, penso imediatamente que eu quero ler mais livros.… Leia Mais...

04 dez 2014

Costurando com a máquina da minha avó

Post por Lucia Laureano às 00:00 em Festas, Handmade, Lucia Laureano, Reflexões

Duas semanas antes de a minha avó partir, em uma das visitas que costumava fazer a ela no fim do dia, lá na casa da minha mãe , onde ela morava, estávamos sentadas no sofá conversando e ela me disse:

-“Filha, você vai ficar com a minha máquina de costura, não é? Você é a única da família que vai se interessar por usar!”

Curiosamente e diferente do que sempre fiz, negando a possibilidade de que um dia ela poderia partir, eu respondi: “Sim, vó! Vou ficar com a sua máquina e vou usar muito! Tenho certeza! “

Assim foi feito, fiquei com a máquina da minha avó, só que havia um pequeno detalhe: eu não sabia costurar! Até tentei uma vez fazer uns paninhos de prato em um natal passado, mas tinha ela do meu ladinho, para enfiar a linha e enrolar o carretel. Agora estava sozinha sem saber como fazer estas coisas e com uma promessa a cumprir…

Como pra mim, promessa feita é promessa cumprida, catei a minha cunhada, que tem uma maquina de costura e sabe como enfiar a linha, para me ajudar.… Leia Mais...

16 out 2014

Sobre memória e saudade

Post por Lucia Laureano às 10:17 em Lucia Laureano, Reflexões

Hoje acordei com vontade de escrever. Acordei com vontade de escrever sobre eu e ela. Acordei com vontade de gravar em palavras escritas coisas boas que vivemos, pois sei que cedo ou tarde a minha memória vai me trair. Minha memória é assim, tenho a impressão que com o tempo ela vai apagando e desta vez, eu não quero que isso aconteça.

Minha avó sempre foi presente pra mim, quando minha irmã nasceu, ela foi morar lá em casa e dali pra frente nossa convivência foi diária. Ela que me buscava na escola, levava para natação e inglês. Era a responsável por colocar ordem, fazer laços lindos nos cabelos, dar banhos bem dados e fazer a vida acontecer! Ela era danada! Não tenho como imaginar a minha infância sem a presença dela.

Até os meus 29 anos ela foi pra mim uma grande educadora. Foi ela quem me fez entender que cada coisa tem que ter o seu lugar, que sofá e lugar para se ficar sentado e que andar descalço é coisa para selvagens.… Leia Mais...

03 out 2013

Vida louca vida e uma leitora Criativa para salvar!

Post por Lucia Laureano às 15:42 em Convidados, Lucia Laureano, Reflexões

É pessoal, minha viva está cada dia mais dura… Eu que pensei que era dona do tempo, hoje vejo que ele está contra mim! Não consigo mais fazer tudo o que tenho vontade e escrever para o Criative-se está ficando no final da minha lista de prioridades… E eu juro, esta não é exatamente um escolha!

Estive embarcada ontem e por pouco não dormi no meio do mar! Acreditam que o helicóptero que me traria de volta a terra não queria pegar? Ainda bem que havia um santo eletricista, que resolveu o problema – leia-se deu uma chupeta na bateria – e eu consegui chegar sã e salva ao meu lar! Amém!

IMG_3550

Eu estava aqui!!!

Além disso, tive 2 consultorias para fazer à noite e estou com trabalho até a raiz dos cabelos no escritório. Motivo suficiente para estar com a pressão arterial alterada, não é mesmo?!  A personagem de Ingrid Guimarães no filme “De pernas para o ar 2” é pinto, perto da vida que ando levando!… Leia Mais...

17 abr 2013

“Mãe, de onde eu vim?”

Post por Priscila às 00:00 em Priscila Resende, Reflexões, Universo Infantil

Lá em casa essa pergunta já tinha aparecido algumas vezes. Mas de uma forma bem superficial. Aquela resposta “mamãe e papai pediram pro Papai do Céu e ele mandou você pra minha barriga, que foi crescendo, e você nasceu!!” era suficiente e Gui e Duda ficavam satisfeitos com ela.

Até que… Gui foi mais curioso.

“Mas, mãe, como os bebês surgem na barriga das mães?”

Como disse meu amigo Marcelo, quando contei isso no Facebook, uma criança que conjuga o verbo surgir corretamente está preparada para qualquer verdade.

Só que eu não estava preparada para a pergunta! Gaguejei, vacilei, escorreguei, falei em sementinha e me esquivei da pergunta.

Sabia que a curiosidade dele não tinha sido satisfeita e eu precisava resolver aquilo. Afinal, se eu não respondesse a pergunta ele ia fazê-la a outra pessoa. E a resposta poderia não ser a que eu queria que ele tivesse.

Então, no dia seguinte fui na Livraria Cultura buscar um a resposta pro meu pequeno pré pré adolescente.… Leia Mais...