Sem categoria

10 ago 2015

Do mundo bizarro não quero fazer parte, não!

Post por VeronicaCobas às 12:37 em Crônicas, Sem categoria, Verônica Cobas

Existe um mundo bizarro que me surpreende e, não tão raro assim, quase sempre me assusta. Sei que o que vejo como bizarro é tantas vezes agradável, corriqueiro, algo assim como parar numa cafeteria para um espresso, para muitas pessoas. Bizarro é adjetivação e, portanto, resultado de julgamento baseado em um olhar sobre a vida, construído nas teias do que a vida foi fazendo de cada um de nós. Ninguém nasceu bizarro, é fato. Nem veio ao mundo já pensando em fazer uma lista daquilo que, lá na frente, acharia exótico. Mas aconteceu e como somos todos partes desse grande universo de pessoas e suas esquisitices, preciso dizer que o mundo bizarro me impacta, às vezes até cria aquele vácuo na alma que me faz pensar que, talvez, esse mundo louco seja o comum e que eu, afinal, é que sou bizarra.

Por que, afinal, as pessoas curtem compartilhar em suas redes sociais atrocidades com animais como se, ao fazê-lo, estivessem tão somente denunciando os maus tratos e não, o que a mim parece, experimentando o mórbido prazer de fazer parte do mundo bizarro com a boa desculpa de que, na verdade, não faz parte?… Leia Mais...

19 jun 2015

A triste vaidade do craque

Post por VeronicaCobas às 13:56 em Crônicas, Sem categoria, Verônica Cobas

Não sou uma especialista em futebol, mas entendo alguma coisa do assunto, nem que seja tão somente o conhecimento empírico adquirido nas milhares de horas que já passei assistindo a partidas de futebol. Ou ainda pelo fato de realmente gostar do esporte, de torcer por um time bem popular – sim, eu sou Flamengo – ou, quem sabe, porque me casei há 35 anos com um jornalista esportivo.

O fato é que vejo futebol e acompanho o cotidiano dos jogos, jogadores, desempenhos, tabelas e afins. Tenho noção clara e ampla sobre a realidade do esporte e, principalmente, do que se refere à formação dos jogadores brasileiros, em sua absoluta maioria advindos de situações sociais de vulnerabilidade, pobreza, miséria, desesperança e onde a transformação de um jovem em jogador de futebol, de sucesso ou não, significa ascensão social, status, autoestima familiar, enriquecimento, compras, carros, apartamentos, mulheres, etc.

É fácil entender o deslumbramento de uma nova realidade, o exagero, a ostentação – comum também a outras categorias  que traduzem a realidade desse nosso país tão diverso e injusto.… Leia Mais...

29 mai 2015

Quero ser assim quando crescer

Post por VeronicaCobas às 16:31 em Crônicas, Sem categoria, Verônica Cobas

No dia da missa de sétimo dia da morte de minha mãe, lembro bem de várias das palavras do padre, mas de todas, uma delas ficou gravada em mim. Ele falava da importância de preservarmos, eu e minha irmã, aquele vínculo para além da presença física de minha mãe. Se antes a tínhamos como referência para os encontros frequentes – minha mãe morou em seus últimos anos de vida com a minha irmã – a partir daquele momento, a relação próxima, cuidada com o carinho dos que se admiram e amam independentemente dos vínculos genealógicos, precisaria do desejo genuíno de espelhar aquilo que antes nos unia.

Naquele dia, em meio àquele turbilhão de sentimentos, fui para casa com essa mensagem e me questionei repetidamente sobre se o que me unia à minha irmã era tão somente a figura aglutinadora da minha mãe. Sabia que não, mas aquela era também uma oportunidade de ressignificar.… Leia Mais...

29 abr 2015

Bombom de Ovomaltine

Post por Priscila às 01:00 em Sem categoria

Festa do Gui tá chegando! Btw, hora de começar a rezar para todos os santos para um dia bem bonito dia 9!

Outro dia comprei mini forminhas de silicone e não sabia como usá-las. Aproveitei o final de semana para testar uma nova Receitinha: bombom de ovomaltine. Com esse nome não tem como ser muito ruim, né?

Derreta chocolate cobertura ao leite no microondas. Deixe por 30 segundos, tire, mexa. Se ainda tiver pedaços, deixe mais 30 segundos no microondas. Coloque um pouco do chocolate na forminha, de modo que fique toda forrada de chocolate e deixe-a voltada para baixo para o chocolate ficar nas bordas. Leve por 5 minutos na geladeira. Retire e passe outra camada de chocolate na forminha. Desta vez, deixe a forminha virada pra cima. Leve à geladeira por mais 5 minutos. Recheie com o creme de ovomaltine, que pode ser encontrados em supermercados. Resista à tentação de comer antes de fazer a receita!… Leia Mais...

27 jan 2015

Projeto {ELA} – por Beta Bernardo

Post por Lucia Laureano às 01:38 em Sem categoria

IMG_2086.JPG

Eu já queria participar do projeto {ELA} fazia um tempão, mas trabalhando de forma insana, como eu vinha fazendo, ficava difícil priorizar algo tão meu. Eis que as boas e merecidas férias me permitiram desfrutar deste prazer!

Eu já imaginava que seria incrível, mas foi ainda melhor! Um dia de muita felicidade do lado de uma amiga que eu amo e que me conhece e pensa absolutamente da mesma maneira que eu. Nossos destinos seguiram rumos diferentes, mas nossas almas não vão se separar nunca!!!!

Hoje ela me fez perceber que posso me empoderar e ser muito além da arquiteta, da engenheira, da blogueira e da mãe de família. Os trinta já passaram faz tempo e hoje tenho a certeza que eu nunca fui tão mulher!

Obrigada Beta Bernardo! Nosso dia foi super divertido e vou guardar esta Lucia para quando, aos 80, eu estiver curtindo feliz todas as rugas lindas que idade vai me trazer.… Leia Mais...