Verônica Cobas

24 abr 2015

Experimente a opção “stand by”!

Post por VeronicaCobas às 08:04 em Crônicas, Verônica Cobas

Stand by. Assim como os aparelhos eletrônicos, como a televisão da sua casa, que você desliga, embora ela se mantenha com a luz vermelha acesa, cada vez mais as pessoas, a ciência, a consciência mundial se aproximam da ideia de que é preciso oferecer um tempo de suas vidas para ficar de stand by.

Algo assim como estar acordada, consciente do mundo a sua volta, mas desconectada da influência, do peso, do cansaço dos pensamentos. Não é à toa que tantas vezes nos percebemos naquele instante “buraco negro”, aquele segundo onde não lembramos do que estávamos falando, como se o computador estivesse travado e não recordássemos mais porque abrimos a porta do armário, o que fomos achar ali. São múltiplas informações e infindáveis respostas que queremos imediatamente, acionando nossa mente, corpo, coração e espírito para lidar com pensamentos de diversas fontes. Afinal, todos sabemos que mora em nós aquele que, diante de um acontecimento ou de uma situação, expõe seu pensamento para alguém da forma como pensa realmente ou, talvez,  adaptado àquilo que imagina ser a forma mais elegante – ou, quem sabe, deselegante – de provocar no outro alguma reação.… Leia Mais...

17 abr 2015

O vício dos programas de culinária

Post por VeronicaCobas às 08:45 em Crônicas, Verônica Cobas

Das coisas da vida que me inspiram, algumas – confesso – são absolutamente mundanas, embora até fisiológicas. Comer, beber, viajar, comprar livros. Mas tenho dedicado uma pequena parte do meu dia a acompanhar, curtir, admirar e até me inspirar – embora ainda não tenha realizado nada nessa linha  – com programas de culinária na tevê fechada. E olha que são muitos. É uma verdadeira overdose viciante na qual não mergulho até porque não tenho tanto tempo assim…e, cá entre nós, nem paciência para tanta televisão.

Na segunda agora comecei a acompanhar uma nova série: Que seja mais doce!, onde três confeiteiros disputam diariamente o prêmio de “Mais Doce”. Serão 30 episódios, o que significa dizer que veremos 90 confeiteiros a produzir coisas mirabolantes como brownie de especiarias com coulis de frutas vermelhas e tuiles de baunilha. Tenho que abrir meu coração: é quase uma aula de francês porque, pessoalmente, não tinha a menor ideia do que seria tuiles.… Leia Mais...

10 abr 2015

Opinião ou agressão?

Post por VeronicaCobas às 08:49 em Crônicas, Verônica Cobas

Antes eu tentava; buscava entre as várias frases uma ou outra argumentação que me interessasse, com a qual construísse alguma mínima identificação. Ou, então, que me despertasse para uma nova linha de pensamento, uma forma diferente e inusitada de pensar sobre um tema qualquer. Mas, realmente, salvo raríssimas exceções, não dá para encarar os comentários que as pessoas fazem em matérias publicadas nos sites de notícia ou mesmo nos posts de redes sociais de outras pessoas.

Meu filho está certo quando fala que se existem duas coisas que podem realmente infelicitar o seu dia e até mesmo sua saúde, física e mental. São elas: ler comentários na internet e buscar informações sobre sintomas no Google. Embora o objetivo de consultar o oráculo dos tempos modernos para saber mais sobre determinadas doenças possa, a primeira vista, parecer positivo e saudável, no final das contas atribui ao “Deus de Toda Verdade” o poder soberano de nos diagnosticar, e de nos curar e até de nos decretar a sentença da morte.… Leia Mais...

03 abr 2015

Recomeçar, refazer, refletir….viver a Páscoa de um jeito diferente.

Post por VeronicaCobas às 09:32 em Crônicas, Verônica Cobas

Feliz Páscoa para todos e todas vocês! Para os que nos seguem aqui no Criative-se, para os que nos leem eventualmente, para os que já ouviram falar do blog, para os milhões que nada sabem sobre nós. Porque, simbolicamente, a Páscoa representa o novo dia, o ciclo da vida que se repete a cada período de tempo entre o início do dia e o final da noite, o espaço entre estarmos sob a luz ou na ausência da luz do sol e da lua.

Parece místico, mas essa interpretação holística fica apenas para os que querem ver dessa forma. Bom, pessoalmente, eu também vejo sob o olhar místico. Mas sim, é possível olhar para tudo isso sem interpretações espirituais. O símbolo da Páscoa é o renascimento, oportunidade que a experiência da vida humana nos oferece cotidianamente. Recomeçar, refazer, refletir, repensar, recuar, reestruturar…. Não é uma questão de religião, por mais que a Páscoa celebrada 40 dias após o delicioso carnaval pagão esteja relacionada ao Cristianismo.  … Leia Mais...

27 mar 2015

Não queremos ouvir, mas nosso corpo grita!

Post por VeronicaCobas às 08:31 em Crônicas, Verônica Cobas

Leio sobre a a terapia alternativa do Body Talk, uma técnica da medicina chinesa que tem como princípio o poder inato do homem de equilibrar e desequilibrar seus próprios corpo e mente. O objetivo do Body Talk é equilibrar o complexo corpo-mente através do fortalecimento da comunicação e sincronização entre os dois. Algo assim como lembrar ao corpo de fazer aquilo que ele sabe fazer, mas do qual se esqueceu de fazer.

A terapia, desenvolvida nos anos 90 pelo terapeuta australiano Jonh Veltheim, incorpora um conceito holístico e não é invasiva, já que se resume à escuta do corpo através do contato do terapeuta com o punho do paciente. Não tem restrição de idade e hoje é utilizada tanto para a cura de doenças físicas como para as dificuldades emocionais. A autocura é o princípio.

A terapia alternativa integra conhecimentos e práticas da dinâmica energética da Acupuntura, das filosofias da Osteopatia e da Quiropraxia, dos dados clínicos da Cinesiologia Aplicada e da visão da Física e Matemática Quânticas com a Teoria dos Sistemas Dinâmicos. … Leia Mais...